Programação para a festa de Nossa Nossa Senhora da Glória do Outeiro

Sábado – 15 de Agosto

6h – Missa celebrada pelo Bispo auxiliar Dom Paulo Celso Dias do Nascimento.

9h (já lotada, será transmitida pela Rede Vida) – Missa solene presidida pelo Cardeal D. Orani João Tempesta O.CIST. 

11h – Missa dos enfermos.

15h  – Terço da misericórdia.

16h – Exposição da relíquia.

16h30 – Procissão com a venerável imagem de Nossa Senhora da Glória pelo adro da Igreja.

19h – Santa Missa.

Domingo – 16 de Agosto

9h – Santa Missa.

11h – Santa Missa.

Obs.

Nos dias 15 e 16 a programação poderá sofrer alterações caso o governo libere mais atividades referentes a pandemia (covid-19). Exemplos: barracas, shows, etc.

 

Novena

6–14 de agosto

P. Deus in adjutorium meum intende.
T. Domine, ad adjuvandum me festina

P. Glória Patri, et Filio, et Spiritui Sancto
T. Sicut erat in princípio, et nunc, et semper et in sǽcula sæculorum. Ámen.

HINO AO DIVINO ESPÍRITO SANTO

VENI, CREATOR SPÍRITUS,
mentes tuórum visita,
imple supérna grátia,
quæ tu creásti péctora.

Qui díceris Paráclitus,
altíssimi donum Dei,
fons vivus, ignis, cáritas,
et spiritális únctio.

Tu septifórmis múnere,
dígitus paternæ déxteræ,
tu rite promíssum Patris,
sermóne ditans gúttura.

Accénde lumen sénsibus;
infunde amórem córdibus,
infírma nostri córporis
virtúte firmans pérpeti.

Hostem repéllas lóngius,
pacémque dones prótinus;
ductóre sic te prævio
vitemus omne noxium.

Per te sciámus da Patrem,
noscamus atque Filium;
teque utriúsque Spíritum
credamus omni témpore. Ámen.

P. Emitte Spiritum tuum, et creabuntur.
T. Et renovabis faciem terræ.

P. Oremus
Deus, qui corda fidelium Sancti Spiritus illustratione docuisti, da nobis in eódem Spiritu recta sapere et de eius semper consolatione gaudére. Per Christum Dominum nostrum. Ámen.

ORAÇÃO PREPARATÓRIA

Ó dulcíssima Soberana, Rainha da Glória! Bem sabemos que não éramos dignos de vos possuir neste vale de lágrimas, mas sabemos também que a vossa grandeza não vos faz deslembrada da nossa pequenez e no meio de tanta glória a vossa compaixão, longe de diminuir, aumenta cada vez mais para conosco, pobres miseráveis pecadores. Do alto desse trono em que reinais sobre todos os anjos e santos, volvei para nós vossos olhos misericordiosos; vede a quantas tempestades e mil perigos estamos expostos, continuamente, neste mundo, até o fim da vida. Obtende-nos de Jesus o aumento da fé, da santa esperança, assim como a graça da perseverança na amizade de Deus, para que possamos um dia, pelos merecimentos de vossa bendita e gloriosa morte, ir beijar os vossos pés e unir as nossas vozes a dos espíritos celestes que vos louvam, e cantam as vossas glórias eternamente no céu. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.

Neste momento, pode-se fazer a leitura de alguns textos do Magistério sobre Maria Santíssima, Rainha da Glória.

OFERECIMENTO

Ó boa e terna Mãe, Senhora da Glória, nós vos oferecemos os trabalhos, sofrimentos e alegrias deste dia, assim como o espírito, o coração e os piedosos exercícios que estamos celebrando agora em vosso louvor; dignai-vos acolher esta desmerecida mas carinhosa homenagem do nosso respeito e do nosso amor para convosco e oferecê-la a Jesus Cristo, vosso divino Filho e nosso amantíssimo Salvador. Amém.

LADAINHA DE NOSSA SENHORA

Kyrie, eleison
Kyrie, eleison
Christe, eleison
Christe, eleison
Kyrie, eleison
Kyrie, eleison
Christe, audi nos
Christe, exaudi nos

Pater de cœlis, Deus
Miserere nobis.
Fili, Redemptor mundi, Deus
Miserere nobis.
Spiritus Sancte, Deus
Miserere nobis.
Sancta Trinitas, unus Deus
Miserere nobis.

Sancta Maria, Ora pro nobis
Sancta Dei Genetrix
Sancta Virgo Virginum
Electa Filia Patris

Mater Christi Regis
Glória Spiritus Sancti
Virgo Filia Sion
Virgo Pauper et humilis

Virgo mitis et obœdiens
Ancilla Dómini
Mater Dómini
Sócia Redemptoris

Plena gratia
Fons pulchritudinis
Summa virtutum
Præcelsus redemptionis fructus

Perfecta Christi discípula
Puríssima Ecclesiæ imago
Mulier nova
Mulier amicta sole

Mulier stellis coronnata
Dómina benigna
Dómina clemens
Dómina nostra

Lætitia Israel
Splendor Ecclesiæ
Decus humani generis
Advocata gratiæ

Ministra pietatis
Adiutrix Populi Dei
Salus infirmorum
Regina Caritatis

Regina misericordiæ
Regina Pacis
Regina Angelorum
Regina Patriarcharum

Regina Prophetarum
Regina Apostolorum
Regina Martyrum
Regina Confessorum

Regina Vírginum
Regina Sanctorum omnium
Regina sine labe originali concepta
Regina in cœlum Assumpta

Regina mundi
Regina cœli
Regina universorum
REGINA GLORIÆ

P. Agnus Dei, qui tollis peccata mundi
T. Parce nobis Domine.
P. Agnus Dei, qui tollis peccata mundi
T. Exaudi nos, Domine
P. Agnus Dei, qui tollis peccata mundi
T. Miserere nobis.

Antífona
T. Sub tuum præsídium confúgimus, Sancta Dei Genetrix, nostras deprecatiónes ne despícias, in necessitátibus, sed a perículis cunctis libera nos semper Virgo gloriósa et benedícta.

P. Ora pro nobis Sancta Dei Genetrix.
T. Ut digni efficiamur promissionibus Christi.

P. Oremus: Omnípotens sempitérne Deus, qui immaculátam Vírginem Maríam, Fílii tui Genetrícem, córpore et ánima ad cælestem Glóriam assumpsísti, concéde, quǽsumus, ut, ad supérna semper inténti, ipsíus glóriæ mereámur esse consórtes. Per Dóminum nostrum Iesum Christum, Fílium tuum, qui tecum vivit et regnat in unitáte Spíritus Sancti, Deus, per ómnia sæcula sæculórum.
T. Ámen.

EXPOSIÇÃO E BÊNÇÃO DO SANTÍSSIMO

Canto para a exposição
Espera-se alguns momentos em adoração.
Em seguida o celebrante diz por 3 vezes:

P. Graças e louvores se dêem a todo momento.
T. Ao Santíssimo e Digníssimo Sacramento.

TANTUM ERGO SACRAMENTUM
Veneremur cernui,
Et antiquum documentum
Novo cedat ritui:
Præstet fides supplementum
Sensuum defectui

Genitori, genitoque
Laus et jubilatio
Salus, honor, virtus quoque
Sit et benedictio
Procedenti ab utroque
Compar sit laudatio.
Amén.

P. Panem de cœlo præstitisti eis
T. Omne delectamentum in se habentem.

OREMUS
P. Deus, qui nobis sub Sacramento mirabili passionis tuæ memoriam reliquisti: tribue quæsumus, ita nos corporis, et sanguinis tui sacra mysteria venerari: ut redemptionis tuæ fructum in nobis iugiter sentiamus; qui vivis et regnas in sæcula sæculorum.
T. Ámen.

BÊNÇÃO COM O SANTÍSSIMO SACRAMENTO.

ATO DE LOUVOR

Bendito seja Deus ,
Bendito seja seu santo nome.
Bendito seja Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem.
Bendito seja o nome de Jesus.
Bendito seja o seu sacratíssimo Coração.
Bendito seja seu preciosíssimo Sangue.
Bendito seja Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento do Altar.
Bendito seja o Espírito Santo, Paráclito.
Bendita seja a grande Mãe de Deus, Maria Santíssima.
Bendita seja a sua santa e Imaculada Conceição.
Bendita seja a sua gloriosa assunção.
Bendito seja o nome de Maria, Virgem e Mãe.
Bendito seja São José, seu castíssimo esposo.
Bendito seja Deus nos seus anjos e nos seus santos.

ORAÇÃO PELA IGREJA E PELA PÁTRIA

Deus e Senhor nosso, protegei a Vossa Igreja, dai-lhe santos pastores e dignos ministros. Derramai as vossas bênçãos sobre o nosso Santo Padre, o Papa; sobre o nosso Arcebispo, sobre o nosso Pároco e sobre todo o clero; sobre o chefe da Nação e do Estado e sobre todas as pessoas constituídas em dignidade, para que governem com justiça.

Dai ao povo brasileiro paz constante e prosperidade completa.
Favorecei com os efeitos contínuos de vossa bondade o Brasil, este Arcebispado, a paróquia em que habitamos, nossa Irmandade, a cada um de nós em particular e a todas as pessoas por quem somos obrigados a orar, ou que se recomendaram às nossas orações.
Tende misericórdia das almas dos fiéis que padecem no purgatório: dai-lhes, Senhor, o descanso e a luz eterna.

Rezemos pelas intenções do Santo Padre com a intenção de receber as indulgências: Pai Nosso…, Ave Maria…, Glória…

Canto de louvor para repor o Santíssimo.
Incensação do Altar e da Imagem de Nossa Senhora com canto mariano.

P. Bendigamos ao Senhor.
T. Graças a Deus.

Salve Regina, mater misericordiæ
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve
Ad te clamamos exsules filii Evæ
Ad te suspiramos gementes et flentes
In hac lacrimarum valle

Eia, ergo, advocata mostra
Illos tuos misericordes óculos ad nos converte
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui
Nobis post hoc exilium ostende
O clemens, O pia, O dulcis virgo Maria

CANTOS À ESCOLHA

DEUS DE AMOR, NÓS TE ADORAMOS

Deus de amor, nós te adoramos neste sacramento
corpo e sangue que fizeste nosso alimento.
És o Deus escondido, vivo e vencedor,
a teus pés depositamos todo nosso amor.

Meus pecados redimiste sobre a tua cruz,
com teu corpo e com teu sangue, ó Senhor Jesus!
Sobre os nossos altares, vítima sem par,
teu divino sacrifício queres renovar.

No calvário se escondia tua divindade,
mas aqui também se esconde tua humanidade.
Creio em ambas e peço, como o bom ladrão,
no teu reino, eternamente, tua salvação.

Creio em Ti ressuscitado, mais que São Tomé.
mas aumenta na minh’alma o poder da fé.
Guarda a minha esperança, cresce o meu amor.
Creio em Ti ressuscitado, meu Deus e Senhor!

Ó Jesus, que nesta vida pela fé eu vejo,
realiza, eu te suplico, este meu desejo:
ver-Te enfim, face a face, meu divino Amigo,
lá no céu, eternamente, ser feliz conTigo.

CANTEMOS A JESUS SACRAMENTADO

Cantemos a Jesus sacramentado
Cantemos ao Senhor
Deus está aqui! Dos Anjos adorado
Adoremos a Cristo Redentor.

Glória a Cristo Jesus.
Céus e terra, bendizei ao Senhor:
Louvor e glória a Ti, ó Rei da Glória,
amor eterno a Ti, ó Deus de amor.

Unamos nossa voz à dos cantares
do coro celestial! Deus está aqui.
Ao Deus destes altares
exaltemos com gozo angelical!

Jesus acende em nós a viva chama
Do mais fervente amor
Deus está aqui
Está porque nos ama
Como Pai, como Amigo e Benfeitor.

A quem buscar alívio em sua agrura
conforto em sua dor
Deus está aqui
derrame com ternura
os tesouros de divinal dulçor.

Também pelo Brasil, a Pátria amada
Oremos a Jesus
Deus está aqui
na hóstia consagrada
protegendo o país da Santa Cruz.

EU TE ADORO, HÓSTIA DIVINA

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És dos Anjos os suspiro,
E dos homens glória e honor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És dos fortes a doçura,
E dos fracos o vigor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És na vida alento e força,
E na morte o defensor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És na terra fiel amigo,
E do Céu, feliz penhor.

Eu te adoro, Hóstia divina,
Eu te adoro, Hóstia de amor!
És meu Deus, excelso e grande,
E dos séculos, o senhor.

GLÓRIA A JESUS NA HÓSTIA SANTA

Glória a Jesus na hóstia santa
Que se consagra sobre o altar
E aos nossos olhos se levanta
Para o Brasil abençoar!

Que o Santo Sacramento
Que é o próprio Cristo Jesus
Seja adorado e seja amado
Nesta terra de Santa Cruz!
(2x)

Glória a Jesus prisioneiro
Do nosso amor a esperar
Lá no sacrário o dia inteiro
Que o vamos todos procurar!

Glória a Jesus, Deus escondido
Que, vindo a nós na comunhão
Purificado, enriquecido
Deixa-nos sempre o coração!

Glória a Jesus, que ao rico e ao pobre
Se dá na Hóstia em alimento.
E faz do humilde e faz do nobre
Um outro Cristo em tal momento!

Glória a Jesus na Eucaristia
No sacramento do amor!
Longe de nós toda heresia,
Que à nossa fé se queira opor!

Glória a Jesus na Eucaristia
Cantemos todos sem cessar!
Certos também que de Maria
Bênçãos a pátria há de ganhar!

EU QUISERA

Eu quisera, Jesus adorado
Teu sacrário de amor rodear
De almas puras, florinhas mimosas
Perfumando teu Santo Altar.

O desejo de ver-te adorado
Tanto invade o meu coração
Que eu quisera estar noite e dia
A teus pés em humilde oração.

Pelas almas, as mais pecadoras
Eu te peço, Jesus, o perdão!
Dá-lhes todo o amor e carinho
Todo o afeto do teu coração.

Pelas almas que não te conhecem
Eu quisera, Jesus, Te adorar
E daqueles que de Ti se esquecem
As loucuras também reparar.

E se um dia, meu Jesus amado
Meu desejo se realizar
Hei de amar-te por todos aqueles
Que, Jesus, não te querem amar.

Lá no céu, meu Jesus querido
Face a face Te hei de contemplar
Nos Teus braços então viverei
Para sempre Jesus Te amar.

BENDITO, LOUVADO SEJA

Bendito, louvado seja
Bendito, louvado seja
O Santíssimo Sacramento
O Santíssimo Sacramento

Os Anjos, todos os Anjos
Os Anjos, todos os Anjos
Louvem a Deus para sempre amém
Louvem a Deus para sempre amém

Fazei-nos, Virgem Maria
Fazei-nos, Virgem Maria
Sacrários vivos da Eucaristia
Sacrários vivos da Eucaristia

Os Santos, todos os Santos
Os Santos, todos os Santos
Louvem a Deus para sempre amém
Louvem a Deus para sempre amém

Os povos, todos os povos
Os povos, todos os povos
Louvem a Deus para sempre amém
Louvem a Deus para sempre amém

COM MINHA MÃE ESTAREI

Com minha mãe estarei
Na santa glória um dia
Ao lado de Maria
No céu triunfarei

No céu, no céu
Com minha mãe estarei
No céu, no céu
Com minha mãe estarei

Com minha mãe estarei
Aos anjos me ajuntando
Do Onipotente ao mando
Hosanas lhe darei

Com minha mãe estarei
E então coroa digna
De mão tão benigna
Feliz receberei

Com minha mãe estarei
E sempre neste exílio
De seu piedoso auxílio
Com fé me valerei

PANGE LINGUA

Pange, lingua, gloriosi
Corporis mysterium,
Sanguinisque pretiosi,
Quem in mundi pretium
Fructus ventris generosi
Rex effudit gentium.

Nobis datus, nobis natus
Ex intacta virgine,
Et in mundo conversatus,
Sparso verbi semine,
Sui moras incolatus
Miro clausit ordine.

In supremae nocte coenae
Recumbens cum fratribus
Observata lege plene
Cibis in legalibus,
Cibum turbae duodenae
Se dat suis manibus.

Verbum caro, panem verum
Verbo carnem efficit:
Fitque sanguis christi merum,
Et si sensus deficit,
Ad firmandum cor sincerum
Sola fides sufficit.

ADORO TE DEVOTE

Adoro te devote, latens deitas,
Quæ sub his figuris vere latitas;
Tibi se cor meum totum subjicit,
Quia te contemplans totum deficit.

Visus, tactus, gustus in te fallitur,
Sed auditu solo tuto creditur.
Credo quidquid dixit Dei Filius;
Nil hoc verbo Veritátis verius.

In Cruce latebat sola Deitas,
At hic latet simul et Humanitas,
Ambo tamen credens atque confitens,
Peto quod petivit latro pœnitens.

Plagas, sicut Thomas, non intueor:
Deum tamen meum te confiteor.
Fac me tibi semper magis credere,
In te spem habere, te diligere.

O memoriale mortis Domini,
Panis vivus, vitam præstans homini,
Præsta meæ menti de te vívere,
Et te illi semper dulce sapere.

Pie Pelicane, Jesu Domine,
Me immundum munda tuo Sanguine:
Cujus una stilla salvum facere
Totum mundum quit ab omni scelere.

Jesu, quem velatum nunc aspicio,
Oro, fiat illud quod tam sitio:
Ut te revelata cernens facie,
Visu sim beátus tuæ gloriæ. Amen.

Aos casais que contraíram Matrimônio em nossa igreja

Rio de Janeiro, 27 de maio de 2020. 
 
Caros amigos,
Todos os anos, nesta última semana de maio, vocês costumam receber uma carta convidando para a nossa tradicional Missa dos Casais. Como capelão, devo dizer que, desde que assumi, em 1º de fevereiro de 1995, esta tem sido uma de minhas maiores alegrias: uma data esperada com alguns reencontros. Conheço casais, morando fora da cidade que vêm todos os anos; trazem crianças — alguns já menos crianças — que eu batizei, falam de suas vidas, alegrias, mas também tristezas. 
A nossa Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro pára tudo em função dessa Missa, até porque vários de nossos membros também aqui se casaram; digo que “casaram e aqui ficaram” (leiam o artigo anexo); aliás, costumam ocupar pelo menos metade de nossa Mesa Administrativa. Fica a ideia e o convite… Tradicional também são os pedidos de ingresso na Irmandade; já deixamos uns formulários prontos. 
Este ano, devido a absurda e inédita situação que estamos vivendo, não será possível nos encontramos pessoalmente. Como em tantos outros de nossos compromissos habituais, inclusive os mais queridos, teremos que fazer de outra maneira. 
Estamos nos reinventando, esta pandemia está desenvolvendo talentos, popularizando tecnologias. 
Claro, queremos que as coisas voltem ao normal e que no próximo ano tenhamos um encontro ainda mais alegre, mas, por este ano temos que nos contentar com a transmissão que estou fazendo todo Domingo às 11:30. 
Por isso, convidamos a todos para se unirem a nossa Irmandade, aos nossos amigos, na assistência pelo meu canal pessoal de YouTube ou na página de Facebook, conforme links abaixo. 
Rezaremos pelos casais, por suas famílias, pelos que partiram e por dias melhores. 
Que Deus nos abençoe. 
Comigo, como costume, assina este convite nosso Provedor. 
 
Mons. Sérgio Costa Couto 
Capelão 
 
Dr. Renato Ribeiro Abreu
Provedor 
 
No YouTube procurar por SÉRGIO COSTA COUTO < https://www.youtube.com/channel/UCgJClyW1VPPjXNl1PKw0JaQ >
 
No Facebook por Sergius Paulus
 
OBS. Como tantas outras instituições, também estamos precisando de ajuda financeira. Não é, nunca será, o centro de nossas preocupações, mas é uma necessidade; inclusive para manutenção de obras assistenciais como nosso ambulatório pediátrico.
Quem puder, pode dar uma ajuda através da conta do Banco Bradesco (237) Agência: 0814 – Conta Corrente: 43.909-6 
CNPJ: 27.003.102/0001-17. Em nome da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro.
 
 

Missa dos Casais no Outeiro da Glória

Mons. Sérgio Costa Couto

 

            Pelo menos desde 1968, sendo então capelão o Pe. Feliciano Rodrigues e provedor o Dr. Pedro de Alcântara Worms, segundo informações que recebi de antigos provedores e provedoras como o Dr. Silvestre Gonçalves da Silva, Dª Mariana Carlota de Oliveira Sobrinho Gomes de Amorim (viúva do Dr. André Amorim),  Dª Elza de Noronha Viegas e do Bispo-Auxiliar Dom Narbal da Costa Stencel, Capelão da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro desde o início da década de ’70 até 1987, quando foi nomeado bispo — todos já falecidos —, realiza­-se a cada ano, no último domingo de maio, às 11 horas, uma missa para a qual são convidados todos os casais que contraíram matrimônio em nossa igreja.

            É uma celebração belíssima, de profundo alcance pastoral, enquanto valoriza o matrimônio, mostrando a sua vivência concreta pelo testemunho de casais de diferentes idades; de fato, costumamos ter a presença de casais com cerca de 60 anos de matrimônio, ao lado de alguns de poucas semanas; o ambiente é de uma felicidade contagiante.

            Desde que assumi, há 24 anos, observando a beleza desta festa, pensei como melhorá-la; basicamente, ela precisava de uma maior divulgação, esta se limitava ao costume e a um anúncio no jornal. Eis que aqui e ali ouvia coisa do tipo: «o sr. é capelão do Outeiro da Glória? Casei-me ali.» Comecei a anotar… nomes, endereços, telefones, data de casamento… Iniciei o cadastramento em folhas soltas, guardanapos, canto de jornal ou envelope, tudo servia. Também os locais eram variados: recepções, solenidades oficiais, metrô…; muitas vezes a veste clerical, que sempre usei, serviu para a identificação e início de conversa.

            Hoje o nosso cadastro está com quase 1000 casais, se viessem todos, excederíamos em muito a capacidade de nossa pequena igreja. Já há alguns anos enviamos uma carta, assinada por mim e pelo Provedor, convidando para a Missa; mandamos para todos, mesmo para fora da cidade ou do país. Queremos que todos se sintam lembrados. Impressionam e comovem algumas reações: pessoas que se deslocam de outros estados, outras que impedidas pela distância, pela doença, ou simplesmente por outros compromissos, agradecem o convite. Viúvos (-as) que comparecem sozinhos ou acompanhados dos filhos e netos, e dizem: “foi aqui que começamos”.

Recordo-me, sempre emocionado de uma senhora: o marido morrera há 4 dias, de câncer, a nossa pequena carta, disse-nos ela, fora o seu último momento de alegria, ocasionando uma declaração de amor à esposa: “mesmo que eu não possa ir, você vai”. E ela estava ali para cumprir o prometido.

            A Missa dos Casais é uma forma da Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro cumprir sua vocação. Sim; acredito que os lugares sagrados também têm vocações. Vocações não são procuradas, “nos caem na cabeça”, estão nos planos de Deus, e não nos nossos. Os construtores de nossa igreja, no início do século XVIII, não a fizeram para cerimônias matrimoniais; simplesmente aconteceu… 

Impressiona ainda a fecundidade dessa vocação, muitos casais se ligaram realmente à igreja a partir de seu matrimônio, ingressaram na Irmandade, e alguns se dedicam a ela intensamente até hoje, formando amizades de mais de meio século.

Mons. Sergio Costa Couto

A oração mais antiga da Igreja

Conforme falado pelo Mons. Sergio na Missa de 30 de setembro de 2018, segue a oração mais antiga da Igreja.

À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó virgem gloriosa e bendita.

R. Amém

Oração de São Miguel Arcanjo

Conforme falado pelo Mons. Sergio na Missa de 30 de setembro de 2018, segue a oração de São Miguel Arcanjo.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate, sede nossa guarda contra a maldade e ciladas do demônio. Instante e humildemente pedimos que Deus sobre ele impere; e vós, príncipe da milícia celeste, com o poder divino, precipitai no inferno a Satanás e aos espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para a perdição das almas.

R. Amém.

São Pio X pediu que se a seguinte jaculatória fosse acrescentada.

Sacratíssimo Coração de Jesus.

R. Tende misericórdia de nós.

Sacratíssimo Coração de Jesus.

R. Tende misericórdia de nós.

Sacratíssimo Coração de Jesus.

R. Tende misericórdia de nós.